Município de Vila Pouca de Aguiar

Apresentação

Vila Pouca de Aguiar situa-se no Alto Tâmega, em Trás-os-Montes, numa das regiões de relevo mais elevado do Norte de Portugal, marcada pelas montanhas e planaltos com vales encaixados e rios de excelente qualidade. Aqui, encontramos ecossistemas bem conservados, convivendo com a agricultura familiar e a gestão baldia das florestas. Persistem na Natureza espécies raras, como o lobo-ibérico, a borboleta-azul-das-turfeiras, a «Veronica micrantha» e os morcegos (em Tresminas).

Conhecida pela abundância de monumentos megalíticos, e pela exploração do ouro em época romana, Vila Pouca de Aguiar permite-nos relacionar a presença humana e a exploração dos recursos naturais, ao longo da História.

Ouro, Granito ou Águas medicinais foram (e são…) tesouros que permitiram a fixação dos povos e o desenvolvimento da sociedade e da cultura local.

Evidências do Caminho

No concelho de Vila Pouca de Aguiar, o Caminho Português Interior de Santiago percorre o extenso Vale de Aguiar, numa jornada suave e agradável, junto aos rios Corgo e Avelames. De forte ambiência rural e abrangendo área natural classificada, o percurso caracteriza-se por uma paisagem em  mosaico, onde as Serras do Alvão e da Padrela contrastam no horizonte, e os terrenos agrícolas alternam com florestas de folhosas, com destaque para os carvalhais e os soutos. O caminho coincide com a principal via definidora do território, desde época romana. Está comprovada a coincidência do seu traçado com uma via medieval, atravessando o Parque Termal de Pedras Salgadas, bem como com a antiga Estrada Régia, referenciada nos finais do Séc. XIX, que ligava o país de Norte a Sul.
Do caminho, é possível observar o Castelo Roqueiro de Aguiar de Pena, estrategicamente implementado sobre um colossal penedo granítico, sobranceiro a todo o vale, bem como antigas albergarias e pousadas, integradas no casario das aldeias atravessadas, localidades estas que frequentemente dedicam a Santiago ou a São Gonçalo (santo peregrino) as suas capelas e romarias.
Destacam-se de seguida alguns dos pontos de interesse ao longo do traçado, no concelho de Vila Pouca de Aguiar:
– Albergaria Novecentista (Gralheira): Ainda hoje é possível ver o edifício onde existia uma albergaria que acolhia peregrinos, junto ao cruzeiro da aldeia, precisamente na «Rua da Estalagem».
– Capela de São Gonçalo (Zimão): Na aldeia que tem Santiago por orago, a Capela devotada a São Gonçalo, santo peregrino, localiza-se precisamente no caminho, entre férteis pastagens e campos de cultivo.
– Albergue de Santiago (Parada do Corgo): O topónimo da aldeia, «Parada» logo nos indica do ancestral acolhimento aos viandantes; é no edifício da antiga escola primária que se localiza o Albergue de Santiago, com capacidade para 10 pessoas. Agradece-se pré-aviso (tel. +351 961 537 588).
– Ponte de Cidadelha (Cidadelha de Aguiar): Travessia oitocentista sobre o rio Avelames, a ponte apresenta tabuleiro em cavalete, assente sobre arco de volta perfeita, em cantaria.
– Capela de Santiago (Vila Meã): A capela de Santiago de Vila Meã localiza-se na aldeia, um pouco afastada do caminho; no entanto, quando o Avelames galga as margens, e obriga ao desvio pela ecopista, passa-se próximo do monumento, no qual se destaca a bela torre sineira.

– Parque Termal (Pedras Salgadas): O caminho medieval coincide, atualmente, com a avenida principal do Parque, já dentro de portões; passa-se junto à Casa de Chá, ao SPA Termal, de traço Siza, e às mundialmente premiadas Eco-houses, do Arq.to Rebelo de Andrade.

– Parque de Merendas (Sabroso): Frondoso e aprazível parque de merendas, com mesas, assadores e ponto de água, que convida a uma pausa, antes de seguir caminho…

Contactos da Entidade

(+351) 259419100 (Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar)
(+351) 259439000 (Loja Interativa de Turismo de Vila Pouca de Aguiar)
(+351) 961537588 (Nº Apoio ao Peregrino)
E-Mail: turismo@cm-vpaguiar.pt

Informação útil ao peregrino

Contactos úteis

Bombeiros: (+351) 259 419 140
GNR: (+351) 259 416 543
Centro de Saúde: (+351) 259 416 460
Nº Apoio ao Peregrino: (+351) 961 537 588

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
X